Resenha Desaparecidas - Chris Mooney

Postado por Mirelli Lima 17 de janeiro de 2011

"Tragédias genuínas não são conflitos entre o certo e o errado. São conflitos entre duas coisas certas." (G.W.F. Hegel)

Sinopse: Darby McCormick conhecia Melanie Cruz e Stacey Stephens havia anos. Amigas de infância, celebravam então o aniversário de 16 anos de Melanie, numa bebedeira descompromissada na floresta. Mal sabiam que aquela noite marcaria o fim trágico de sua história conjunta - ao testemunharem acidentalmente o brutal assassinato de uma mulher, elas fugiram apavoradas do local, mas deixaram pistas suficientes para que o criminoso as encontrasse e garantisse o seu silêncio eterno. Das três, somente Darby sobreviveu. Vinte e cinco anos depois, ela trabalha como investigadora para o Departamento de Polícia de Boston. Sua função é justamente vasculhar cenas de crimes em busca até das pistas que pareçam mais insignificantes. Quando uma jovem é levada de sua própria casa no meio da noite, uma testemunha inesperada cruza o caminho de Darby. A moça, Rachel Swanson, está em estado de choque, malnutrida - e estava desaparecida havia cinco anos. Como ela, existem outras, de quem suas famílias nunca mais ouviram falar. E que podem ter sido vítimas de um mesmo psicopata, o Viajante. Possivelmente o mesmo que há anos aterroriza os pesadelos de Darby. (Fonte: Skoob)


♥ ♥ ♥

No meio do ano passado alguns blogs começaram a divulgar Desaparecidas, mas apesar da história ter chamado a atenção, não deu aquele tchán para que eu pudesse comprar o livro, mas acabei ganhando um exemplar em uma promoção do blog Meine Liege da #fofa da Jeh Assato. Mas acabei lendo o livro só agora, porque minha mãe e irmã leram e disseram que era muito bom, enfim, eu fui ler e amei.
O livro é bem um C.S.I da vida (que eu adooooro). Muito suspense e uma investigadora que já foi vitima de casos parecidos com os que ela investiga. Mulheres desaparecidas em diversos lugares, as quais não foram encontrados nem os corpos. E a nova missão de Darby é encontrar Carol Cranmore, uma adolescente que foi arrancada de casa.


"Quando você tiver filhos, o amor que você vai sentir por eles... É mais amor do que cabe no coração da gente. Como se fosse explodir dentro do peito. É assim que a gente se sente. E fica mil vezes pior, quando ficamos imaginando se eles estão sofrendo e implorando pelo nosso socorro. Só que vocês não sabem disso. Para vocês é só um trabalho. Quando acharem ela morta, vocês vão para casa. E eu? O que vai ser de mim?" - Dianne Cranmore, mãe de Carol Cranmore, pág 82.

A narração do livro é feita de uma forma que você assiste de camarote todos os passos tanto da vítima quanto do agressor e ainda os passos da polícia, principalmente da detetive Darby. Eu gostei bastante disso, mesmo você ao decorrer do livro saber o que está acontecendo com a vítima, fica o suspense de quando irão pegar o Viajante (apelido do criminoso) e qual será seu próximo passo, sem falar que há uma descoberta estarrecedora no final do livro.
Além disso tudo, tem a história paralela de Darby que está com sua mãe à beira da morte.

Desaparecidas é um livro que gostei muito... da narração, dos personagens e da história, com certeza é um livro que recomendo a todos, principalmente aos fãs de suspense!!!


Livro: Desaparecidas - Chris Mooney
Páginas: 310
Nota: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ - Livro Ótimo

12 comentários:

Lu disse...

oi Mirelli.
Eu nunca li nada desse autor, mas tenho um livro dele e pretendo ler rápido. ^^
Adorei a resenha, esse livro tem cara de ter muito suspense e não decepcionar os que gostam desse gênero. ^^
beijos.

Bia Carvalho disse...

Mais um para a lista que não pára de crescer!

Bjs

Maryzlane Sarah disse...

Retribuindo a visitinha *-*

Parabéns pelo blog é muito legal.

Claro que eu lembro de você a gente vivia brincando lá na fazendo da Vó Tota *-* bons tempos aquele, você ta sumida não te vejo mais aqui em Piracanjuba.

Beijinhos.

Loma disse...

Hey ^^

ADORO CSI então pretendo sem dúvida ser o livro, amei sua resenha

Xoxo

:: Loma (www.night-angel.org)

Jessica Asato disse...

Ahh Mih! Que legal que leu o livro!!! Eu tô bem nesse estilo: o meu exemplar tá aqui e também não me deu aquele tchãn, mas poxa, já que você resenhou e disse bem do livro, talvez eu ainda leia este ano!!!
TALVEZ.
Huahauhauha, também gosto de CSI assim! Adoro um suspense e mistério! Ainda mais quando mulheres que mostram fazer o serviço, que aparentemente, os "homens" estão mais hábeis para isso... -.-'

Ah flor, meu sobrenome é Asato e não Assato...
(Se lê Azato mesmo, com z) hihihih

Beijos!!
xoxo

Mandy disse...

Oi tudo bem,
obrigada pela visita e pelo recado carinhoso.
Bem, adoro um bom livro policial, principalmente ao estilo CSI, esse livro me chamou muito a atenção pela forma como vc o retratou, acho que minha lista de leitura vai continuar crescendo..
bjuss

Cláudia Charão disse...

Parece muito bom, faz tempo que não leio esse estilo, fiquei curiosa sobre a descoberta no final.

Bjus

Lucas Geraldo disse...

Quero muuito ler esse livro!! :D
suspense é bom demais!
Abraços!

Raquel Machado disse...

Oi,
Parece bem estilo suspense mesmo, não li muitos livros assim até hoje mas acho legal conforme a história e contada.ehehe...Ah postei vídeo no blog ontem quando puder e quiser dar uma olhada. Bjks
Raquel Machado
Leitura Kriativa

Débora Lauton disse...

Nunca havia lido nada sobre o livro... ou se li, não me chamou a atenção, mas agora eu fiquei curiosa... Adoro CSI...
Vou colocar esse na minha lista.

beijos,
Dé...

Angélica Roz disse...

Uauuu Mirelli! Adorei a resenha, fiquei louca para ler esse livro! Eu ainda não tinha ouvido falar... Vou ir correndo adicioná-lo aos meus desejados no Skoob.
Como está o meu livrinho Orgulho e Preconceito? Chegou inteiro? Espero que sim, hehe.
Bjss!

Fábrica dos Convites disse...

Me interessei assim que li o 1° parágrafo. Adorei mesmo. Bjs, Rose:D