Resenha Contato Visual - Cammie McGovern

Postado por Mirelli Lima 23 de setembro de 2010
"Uma exploração comovente de como todos nós, com ou sem autismo lutamos para encontrar nosso lugar no mundo." - Curtis Sistenfel

Cara no auge da juventude regada à festas e amigos se depara com uma gravidez inesperada. Sem ter certeza de quem é o pai, ela resolve se espelhar na força e coragem de sua amiga de infância Suzette e ter o filho sozinha.

"Um dia, ela quis que o amor entrasse em sua vida e tomasse conta dela e então, com a chegada de Adam, isso aconteceu." - pág 208, Cara.

Adam nasce visivelmente perfeito, só demonstrando algumas inquietações no avanço dos anos, Cara tentando tapar o sol com a peneira prolonga o que está estampado: Adam é diferente, especial. Logo a moça acaba descobrindo que ele é autista. Com todos os cuidados, amor de mãe e ajuda de diversos especialistas no assunto Cara vence a batalha de cuidar do filho sozinha ao passar dos dias. Adam é um garoto esperto, tem uma audição extremamente aguçada e é afcionado por música clássica, assim como por máquinas, de todos os tipos. Mas tem várias dificuldades que deixam Cara vencida, não consegue ler corretamente, formular frases ou até mesmo palavras, não tem o poder da decisão e há dias em que depende da mãe até mesmo para se vestir, apesar do cansaço Cara vive exclusivamente pelo filho, tentando protegê-lo de todos os perigos e ela busca na gratidão das pessoas ajuda para isso.

"... se agradecer às pessoas repetidas vezes, o mundo de Adam será acolchoado por um pouco e gratidão guardada." - pág 08, Cara.

Em um dia comum de escola Cara é chamada e descobre que Adam e uma colega, Amelia Best estão desaparecidos. Após algum tempo de procura Adam é encontrado, mas a menina está morta. O garoto se vê perdido em mundo desconhecido, pessoas esperam que ele possa dar alguma pista do que aconteceu e enquanto isso um assassino está à solta. E a pergunta é feita: Adam, com todas os seus bloqueios poderá ajudar? Cara acredita que sim.

♥ ♥ 

"... Então ele olhou para mim, e o Contato Visual foi perfeito. Como se ele me reconhecesse, como se entendesse." - pág 265, Kevin.

Contato Visual é um livro surpreendente, emocionante e instigante. Eu 'era' a primeira pessoa a dizer que odiava romance policial. Este livro quebrou a minha relutância em lê-los. A forma delicada que a Cammie narra os fatos é impressionante. Ela é mãe de um autista e não poderia ter feito melhor, tanto Cara quanto Adam são personagens maravilhosos.
A narrativa é diferenciada, pelo fato de encontrarmos vários ângulos da história, Cara, Adam, Morgam, June e Chris. São cinco variáveis e confesso ter amado as poucas vezes que a visão de Adam é relatada pelo autor. 
Um crime que mobilizou toda uma cidade, provas que se desfazem em um piscar de olhos, pistas que levam a lados totalmente opostos, o lado detetive que se aflora em cada um deles e no meio de tamanha confusão reencontros com o passado e com amor, porque não?
Esse já é um dos meus livros preferidos, eu que adoro frases de livros me deliciei com ele, já que anotei várias delas. 
Estando próximo ao término do livro, assim que é desvendado todo o mistério eu me decepcionei um pouco, o assassino uma dica é totalmente inesperado. Mas ao término da leitura eu me dei conta de que tinha que ser assim, afinal os personagens centrais da história por serem tão perfeitos, mereciam sair ilesos...

"Morto significa que as pessoas choram, mesmo ele sabendo que não vai chorar.
Morto significa jogar fora, como flores e pilhas.
Morto dormindo, mas sem acordar. (...)
É um alívio saber disso. Triste, talvez. E um alívio." - pág 290 e 291, Adam.






Contato Visual - Cammie McGovern

Editora: Novo Conceito
Páginas: 306
Nota: 05/05 ----> Livro Ótimo

11 comentários:

Débora Lauton disse...

Fiquei curiosa para ler esse livro... história que envolve deficientes sempre me fascinam...

beijos,
Dé...

Lu disse...

esse livro parece ser emocionante, parece ser daqueles que a gente não consegue largar até acabar. =)
Quero ler e já está na minha lista de compras. ^^
beijos.

Lariane disse...

sorte q tenho ele aquiiii"

Angélica disse...

Que legal, eu não conhecia esse livro... Agora fiquei curiosa para ler!
Está rolando uma promoção lá no meu... Se quiser participar está convidada: http://pensamentotangencial.blogspot.com/2010/09/sorteio-percy-jackson.html
Bjsss

Nanda disse...

Ei Mirelli,

Nossa amei a resenha, eu quero muito este livro, preciso comprar logo ^^

Eu adoro romances policiais e tbm acho o autismo muito interessante.

beijo

Karlinha disse...

Guria, eu ainda não lí esse livro. eu tenho ele aqui em casa, sabe?
Ma irei lê-lo logo, logo. adorei o post viu?
Bjos

Jessica Asato disse...

*-*
Eu confesso que adoro um romance policial então provavelmente vou gostar de Contato Visual!!
Achei interessante a história, os personagens e o envolvimento e ligação dos fatos!!!
\o/
Huhuhuhuhuh


Estou participando de algumas promoções do livro, vamos ver.... hehehe


xoxo

Lucia Marina disse...

Muito interessante. O autismo pode ocorrer em vários graus, nenhuma criança autista é igual à outra, e, por isso, é muito difícil de diagnosticar e compreender. Há muito preconceito. Como a autora é mãe de um autista, tenho certeza que sua abordagem é real e comovente.
Muita vontade de ler!

Leitoras Anônimas disse...

AAi, to quase me matando pra comprar esse livro! A cada resenha que eu leio sobre ele me da mais vontade de ler...

http://leitorasanonimas.blogspot.com

Angela disse...

adoro suspense e policiais, fiquei curiosa prá ler!

delly disse...

Eu já li várias resenhas deste livro e estou doida para lê-lo. Adoro contos policiais!